Conselho Curador

Presidente
Margarida Maria Krohling Kunsch

Professora titular da Universidade de São Paulo e ex-diretora (19.02.2013-18.02.2017) da Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP). Livre-docente em Teorias e Processos de Comunicação Institucional, doutora e mestre em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Bacharel em Comunicação Social - Relações Públicas pela Faculdade de Comunicação Social Anhembi. Docente dos cursos de graduação e pós-graduação e coordenadora do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu de Gestão Estratégica em Comunicação Organizacional e Relações Públicas da ECA-USP. Pesquisadora de nível 1B vinculada ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Líder do Grupo de Pesquisa Centro de Estudos de Comunicação Organizacional e Relações Públicas (Cecorp) - ECA-USP/CNPq. Autora dos livros "Planejamento de relações públicas na comunicação integrada" e "Relações públicas e modernidade: novos paradigmas na comunicação organizacional" - ambos com diversas edições e reimpressões - e "Universidade e comunicação na edificação da sociedade". Organizadora, até junho de 2017, de 38 coletâneas de Ciências da Comunicação, Comunicação Organizacional e Relações Públicas. Autora de grande número de prefácios, capítulos de livros e artigos em periódicos científicos nacionais e internacionais. Criadora e diretora das revistas científicas "Organicom - Revista Brasileira de Comunicação Organizacional e Relações Públicas" (ECA-USP) e "Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación" (Alaic). Integrante dos conselhos editoriais de diversas revistas científicas do País e do exterior. Trajetória marcada por uma efetiva participação em diversas entidades científicas e associações de classe nacionais e internacionais da área de Comunicação, como cofundadora e como titular de cargos diretivos.

Vice-presidente
Maria Immacolata Vassalo de Lopes

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo; mestrado e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo; pós-doutorado na Universidade de Florença, Itália. Professora titular da Escola de Comunicações e Artes da USP. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Epistemologia da Comunicação, Teoria da Comunicação e Metodologia da Pesquisa em Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: campo da comunicação, metodologia da comunicação, recepção da comunicação, ficção televisiva, transmidiação. Coordena o Centro de Estudos de Telenovela da USP (CETVN) e o Centro de Estudos do Campo da Comunicação da USP (CECOM). Criadora e coordenadora da rede internacional de pesquisa OBITEL (Observatório Ibero-Americano da Ficção Televisiva) e da rede nacional de pesquisa OBITEL-BRASIL. Presidente de IBERCOM - Associação Ibero-Americana de Comunicação (2015-2018). Diretora de MATRIZes, Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da USP. Foi Presidente da INTERCOM -Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (1995-1997) e é membro do Conselho Curador da entidade. Foi Presidente da Comissão de Pós-Graduação da ECA-USP (2001-2008) e Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade de São Paulo (2001-2012). Foi representante da área de Comunicação no CNPq (2004-2007). É membro de Conselho Científico de periódicos nacionais e internacionais. Publica artigos e livros no país e no exterior em suas especialidades. É pesquisadora 1A do CNPq.

Secretario
Antonio Carlos Hohlfeldt

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1973), Mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1991) e Doutorado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1998). Atualmente é professor titular 40 horas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Sul-Rio-grandense e Brasileira, além de experiência na área de Comunicação Social, especialmente em Teoria da Comunicação e História do Jornalismo, atuando principalmente nos seguintes temas: artes cênicas, criação dramática, teoria e história do jornalismo, comunicação social e teoria da comunicação. realizou estágio pos-doutoral em 2008, na Universidade Fernando Pessoa. Atua nos PPGs de Escrita Criativa (Faculdade de Letras, PUCRS) e de Comunicação Social (FAMECOS, PUCRS).

Conselheira
Anamaria Fadul

Concluiu o doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo em 1980. Publicou 3 livros, 10 capítulos de livros, 20 artigos em periódicos especializados, 2 trabalhos em anais de eventos. Orientou 19 dissertações de mestrado e 7 teses de doutorado, além de 3 trabalhos de conclusão de curso na área de Comunicação. Entre 2002 e 2005 coordenou 7 projetos de pesquisa, interagindo com 11 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Sua produção científica, tecnológica e artístico-cultural focaliza principalmente: Internacionalização da Comunicação, Mercosul, Fluxos e Grupos de Mídia, Televisão, Telenovela, Rádio, Internet.

Conselheiro
Manuel Carlos Chaparro

É doutor em Ciências da Comunicação e professor de Jornalismo na Escola de Comunicações e Artes, da Universidade de São Paulo. É também jornalista, profissão que exerce desde 1957. Iniciou sua carreira de jornalista em Lisboa. No Brasil (para onde emigrou em 1961), foi repórter, editor e/ou articulista em vários jornais e revistas de grande porte circulação. Com reportagens individuais, por quatro vezes teve trabalhos premiados no Prêmio Esso de Jornalismo. Entre 1969 e 1989, em São Paulo, dedicou-se à comunicação empresarial e institucional, que ajudou a desenvolver no Brasil, como mercado de trabalho e especialização jornalística. Na vertente acadêmica, formou-se em Jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes, da Universidade de São Paulo, em 1982. Na mesma Escola, concluiu o mestrado em 1987, o doutorado, em 1993, e a livre-docência, em 1997. Tornou-se professor do Curso de Jornalismo em 1984. Aposentou-se, em 2001, como Professor Associado (Livre Docente). Tem três livros publicados sobre jornalismo: Pragmática do Jornalismo, São Paulo, Summus, 1994; Sotaques d’aquém e d’além-mar – Percursos e gêneros do jornalismo português e brasileiro, Santarém, Portugal, Jortejo, 1998 – livro lançado também no Brasil em 2008, pela Summus, em edição atualizada que recebeu o título Sotaques d’aquém e d’além-mar – travessias para uma nova teoria de gêneros jornalísticos; e Linguagem dos Conflitos, Coimbra, Minerva Coimbra, 2001. Em 2004, foi coautor (com Norma Alcântara e Wilson Martins) de um quarto livro: A Imprensa na berlinda (editado pela Celebris, São Paulo). Em 2006, com edição d Hucitec, publicou o livro-reportagem Padre Romano – Profeta da Libertação Operária, com a biografia do padre Romano Zuferrey. E em 2007 lançou o blog “O Xis da Questão”, com textos sobre Jornalismo, Mídia e Atualidade. Remodelado em 2012 para a sua fisionomia atual, “O Xis da Questão” assumiu novos objetivos e modernizou-se, com recursos e estrutura de site. Entre 1989 e 1991 foi presidente da INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, principal sociedade científica brasileira na área da Comunicação Social, na qual é, atualmente, membro do Conselho Curador. Em 2012, foi-lhe atribuído o Prêmio Averroes, instituído há cinco anos por um conjunto de instituições (Hospital Premier, Cinemateca Brasileira e Oboré) para homenagear pesquisadores, professores e profissionais que sejam pioneiros e compartilhadores do conhecimento em suas áreas de atuação.

Conselheira
Sonia Virginia Moreira

Graduou-se em comunicação social/jornalismo na Universidade Gama Filho (1977), fez mestrado em jornalismo na Universidade do Colorado, nos Estados Unidos (1981), e formou-se doutora em ciências da Comunicação na Universidade de São Paulo (1999). Professora-associada da Faculdade de Comunicação Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, integra o corpo docente do Departamento de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação. É membro do conselho curador da Intercom, vice-presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor), board member-at-large for the Americas da International Communication Association (ICA) e membro titular da Câmara de Linguagens e Artes da Fundação de Apoio e Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do MS É pesquisadora sênior de duas redes internacionais de investigação científica: Worlds of Journalism Study (Universidade de Munique) e International Media Concentration Research Project (Universidade de Columbia, NY). Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq, lidera o grupo de pesquisa Geografias da Comunicação. Tem experiência no campo da Comunicação, com ênfase em jornalismo e radiodifusão, atuando principalmente nas seguintes áreas: estudos de rádio, estudos de jornalismo, comunicação internacional, economia de mídia e indústria de mídia.

Conselheiro
Gaudêncio Torquato

Pioneiro da comunicação organizacional no país e um dos maiores especialistas brasileiros em comunicação organizacional e marketing político e eleitoral, tendo escrito as primeiras obras nessas áreas. Professor titular da Universidade de São Paulo, livre-docente e doutor em comunicação, Gaudêncio Torquato é também jornalista. Escreve para 120 jornais brasileiros, a partir de O Estado de S.Paulo. Consultor de marketing organizacional e político, coordenou e desenvolveu campanhas políticas em eleições majoritárias (governos de estado e prefeituras) e proporcionais em diversos estados. Na área empresarial, produziu planos diretores de comunicação para empresas públicas e privadas e presta, hoje, consultoria a diversas organizações na área de comunicação estratégica. Mais informações: www.gtmarketing.com.br.

Conselheira
Cicilia Maria Krohling Peruzzo

Possui graduação em Comunicação Social pela Faculdade de Comunicação Social Anhembi, mestrado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo, doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado pela Universidad Nacional Autónoma de México. Pesquisadora da área da Comunicação nas linhas popular, comunitária, alternativa e mídia local, além de Relações Públicas, na perspectiva crítica e dos movimentos sociais. Foi coordenadora do Grupo de Trabalho Comunicação e Culturas Populares da Intercom, do Grupo de Trabalho Comunicación Popular, Comunitária y Ciudadanía da Asociación Latinoameriana de Investigadores de la Comunicacíón (ALAIC) e do GT Comunicação e Cidadania da Associação Brasileira de Programas de Pós-Graduação em Comunicação (Compós). Coordenou o Núcleo de Estudos de Comunicação Comunitária e Local (COMUNI) e o Grupo de Pesquisa Comunicação, Responsabilidade Social e Cidadania (Abrapcorp). É coordenadora executiva e membro da equipe de coordenação do GT Comunicação e Cidadania da AsiIbercom (Associação Ibero-americana de Comunicação). Presidente da Associação Brasileira de Pesquisadores e Comunicadores Populares em Comunicação Comunitária e Cidadã (ABPCom). Pesquisadora PQ 1C do CNPq. Membro de Comitê de Assessoramento de Artes, Ciências da Informação e Comunicação (AC) do CNPq (2016-2018).

Conselheira
Marialva Barbosa

Professora Titular de Jornalismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e professora titular de jornalismo aposentado da Universidade Federal Fluminense (UFF), aonde foi professora de 1979 a 2010. Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense (1976), mestrado em História pela Universidade Federal Fluminense (1992) e doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense (1996). Foi Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagens da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP), de abril de 2010 a janeiro de 2012. Possui pós-doutorado em comunicação(1999) pelo LAIOS-CNRS, Paris - França. Já foi Vice-Presidente da INTERCOM (2011-2014) e Diretora Científica (2009-2011) e Presidente da INTERCOM (2014-2017). Seu livro História Cultural da Imprensa - Brasil 1900-2000 foi ganhador da Medalha Carlos Eduardo Lins e Silva, outorgada pela Intercom, em 2007 às mais representativas publicações lançadas em 2007. Ganhou o prêmio Luiz Beltrão de Ciências da Comunicação, categoria Maturidade Acadêmica, em 2008, "pelo conjunto da obra constituida por estudos relevantes, nacionalmente reconhecidos na área de Comunicação". Foi a primeira Cientista do Nosso Estado da área de Comunicação pela FAPERJ. Publicou História da Comunicação no Brasil (Vozes, 2013), História Cultural da Imprensa - 1900-2000 (MAUADX, 2007) e História Cultural da Imprensa - 1800-1900 (MAUADX, 2010). Organizou dezenas de livros e publicou dezenas de capítulos de livros em obras organizadas no Brasil e no exterior. Possui dezenas de artigos em revistas nacionais e internacionais. No momento se dedica a pesquisar os jornais manuscritos brasileiros do século XIX. Dedica-se também às pesquisas que fazem a interconexão entre história e comunicação. Pesquisadora 1D do CNPq.

Conselho Fiscal

Presidente
Nelia Del Bianco

Jornalista, professora associada da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB) aposentada (2016). Doutora em Comunicação pela ECA-USP (2004) com estágio de pós-doutorado na Universidade de Sevilha (2009), mestre em Comunicação pela UNB (1991) e especialista em Educação à Distancia pelo Senac DF (2006). Atua no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UnB, na linha de pesquisa Políticas de Comunicação e de Cultura e no Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal de Goiás, na linha de pesquisa Mídia e Cidadania. Integrou a diretoria da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação - Intercom - como vice-presidente (2008-2011) e diretora de documentação (2011-2014). Coordenou o GT Rádio da Intercom (1995 -2000). Por essa atuação, o GT Rádio recebeu o Prêmio Luiz Beltrão de Ciências da Comunicação de 2000 na categoria grupo inovador. Em 2009 recebeu o Premio Luiz Beltrão na categoria Liderança Emergente. Publicou dezenas de artigos em periódicos científicos nacionais e internacionais e capítulos de livros sobre a condição do rádio na sociedade contemporânea, tendências e perspectivas da programação radiofônica e o impacto das inovações tecnológicas na configuração de conteúdos e formatos do rádio. Como co-fundadora do Observatório da Radiodifusão Pública na América Latina tem se dedicado a pesquisa sobre o tema desde 2011. Há mais de 15 anos é consultora na área de rádio e educação, além de produtora de programas radiofônicos educativos para instituições públicas e não governamentais.

Edgard Rebouças

Tem formação em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal do Espírito Santo (1990), mestrado em Sciences de lInformation et de la Communication - Université Grenoble 3 (1994) e doutorado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo, com estágio de pesquisa na Université du Québec à Montréal (2003). É professor Associado da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), coordenador do Observatório da Mídia: direitos humanos, políticas, sistemas e transparência. Trabalhou em várias funções em redações de jornais e TVs e tem experiência na área de pesquisa em Comunicação, com ênfase em Indústrias Culturais e Políticas de Comunicações, atuando principalmente nos seguintes temas: regulação/regulamentação, direitos humanos, televisão, jornalismo, publicidade, educomunicação e observatórios de mídia. Entre suas atividades políticas e administrativas, foi presidente da Comissão de Ética, representante na Fenaj e diretor de formação do Sindicato dos Jornalistas do Espírito Santo; coordenador do curso de Rádio e TV da Faesa; conselheiro, coordenador de GT e diretor de Relações Internacionais da Intercom; representante da Ufes no Conselho Estadual de Direitos Humanos; superintendente de Cultura e Comunicação da Ufes; e coordenador-geral de Mídias e Conteúdos Digitais no Ministério da Educação.

Juçara Gorski Brittes

Graduada em Sociologia pela Universite de Paris V, René Descartes; em Comunicação Social, pela Universidade Federal de Minas Gerais; Licenciada em Sociologia, menção Antropologia Social , pela Université de Paris V - René Descartes. Mestre em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo. Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Atualmente é professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (PPGCOM) da Universidade Federal de Ouro Preto, onde exerceu o cargo de Chefe do Departamento de Ciências Sociais, Jornalismo e Serviço Social (DECSO), e de vice-diretora do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA). Leciona e pesquisa na área de Comunicação/Jornalismo, com ênfase em políticas de comunicação, esfera pública e crítica de mídia. Atua em Projetos de Extensão voltados para a democratização da mídia e da cultura. Parecerista de revistas acadêmicas, entre elas a Revista Brasileira de Ciências da Comunicação e E-Compós; Coordenadora do GP Políticas e Estratégias de Comunicação da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) no período de 2010 a 2014. Membro de Grupos de Pesquisa Pensamento Comunicacional Brasileiro; Grupo de Pesquisa sobre Memória, Discurso e Tradução (GEDEM), coordena o Grupo de Pesquisa Plataformas Midiáticas, Informação e Opinião.

Maria Cristina Gobbi

Livre-Docente em História da Comunicação e da Cultura Midiática na América Latina (2014). Concluiu o Pós-doutorado (2008) no Programa de Pós-Graduação em Integração da América Latina da Universidade de São Paulo - PROLAM/USP, o doutorado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (2002). Foi bolsista do Instituto de Pesquisa Aplicada (IPEA) - ano 2010-2013. Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, professora e vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Tecnologia, ambos da UNESP ? Univ. Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho. Diretora Administrativa (gestão 2013-2016) da SOCICOM (Federação Brasileira das Associações Científicas e Acadêmicas de Comunicação). Foi Diretora-secretaria da Rede Folkcom. No período de 2008-2011 foi Diretora de Documentação da INTERCOM (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação). Consultora ad-hoc (Institucional e dos Cursos de Comunicação) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais do Ministério da Educação (INEP/MEC). Coordenadora do Grupo de Pesquisa sobre o Pensamento Comunicacional Latino-Americano (PCLA) do CNPq. Foi diretora Suplente da Cátedra Unesco de Comunicação (1998-2010). Editora Assistente - Asociación Latinoamericana de Investigadores de la Comunicacion - ALAIC. Ganhadora do Prêmio Luiz Beltrão - Categoria: Maturidade Acadêmica da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (2014). Atua na área de Comunicação, com ênfase em História da Comunicação e Cultura Midiática, História e Memória (Comunicação), Comunicação Latino-Americana, Culturas Juvenis, Cultura Popular, Diversidade Cultural, Perfis midiáticos-culturais (instituições e personalidades), Teorias da Comunicação e da Cultura na América Latina e Tecnologias Digitais na América Latina.

Osvando J. de Morais

Com doutorado em ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), é mestre em literatura brasileira e graduado em letras pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. Pesquisador e professor de teorias da Comunicação e da cultura, tem experiência na área de letras, com ênfase em crítica literária, relações entre literatura e televisão e adaptação de textos literários para cinema e televisão. É autor do livro “Grande Sertão: Veredas – o Romance Transformado” (São Paulo, Edusp/Fapesp, 2000). Dirige as seguintes coleções: “Azul” (Ateliê Editorial); “Verde-Amarela”, “GPs” e “Beltranianas” (Intercom); e “Memórias” (que inclui as séries “Personalidades” e “Documentos”). Editor e diretor editorial da Intercom Nacional, tem organizado publicações, escrito artigos na área da Comunicação e atuado como líder do grupo de pesquisa Teorias da Comunicação e da Cultura. Desenvolve atualmente pesquisas em teorias da Comunicação, discutindo as relações entre ideologia e cultura de massa nos grandes meios de comunicação.

Representantes dos pesquisadores

Ana Sílvia Médola

É livre-docente em comunicação televisual da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Bauru, SP, onde está lotada no departamento de comunicação social, lecionando na habilitação em radialismo. Credenciou-se como docente permanente dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (mestrado acadêmico) e em TV Digital (mestrado profissional) da Unesp. Graduada em jornalismo e história e doutora em comunicação e semiótica pela PUC de São Paulo, desenvolve análises sobre linguagem audiovisual e estética da televisão. Trabalhou ememissoras {afiliadas} da Rede Globo e na extinta Rede Manchete. Atualmente é diretora da TV Unesp. Ocupou os cargos de coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Unesp (2004-2007), diretora-geral do Centro de Rádio e Televisão Cultural e Educativa da Unesp (1993-1998), vice-presidente da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação (2007-2009) e vice-presidente da Federação Brasileira das Associações Científicas e Acadêmicas de Comunicação (2008-2012). Desde 2009, coordena o grupo de pesquisa Televisão e Vídeo na Intercom. Lidera o Grupo de Estudos Audiovisuais (GEA) e integra o Grupo de Estudos Semióticos da Comunicação (GESCom) da Unesp, além de ser membro do Centro de Pesquisas Sociossemióticas (PUC-SP, FFLCH-USP, CNRS-Paris). Sua produção científica se concentra nas áreas de Comunicação, televisão e semiótica da linguagem audiovisual, estando registrada em capítulos de livros e artigos publicados em periódicos científicos.

Iluska Coutinho

É jornalista formada pela Universidade Federal do Espírito Santo (1993), mestre em comunicação e cultura pela Universidade de Brasília (1999) e doutora em comunicação social pela Universidade Metodista de São Paulo (2003), com estágio doutoral na Columbia University (NY). Atualmente leciona como professora-associada na Universidade Federal de Juiz de Fora, onde coordena o laboratório Jornalismo e Narrativas Audiovisuais. É diretora científica da Intercom e integra a rede de pesquisadores em telejornalismo daAssociação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo. Tem experiência profissional em telejornalismo, assessoria de comunicação e teoria e ensino de jornalismo. Em ensino e pesquisa, atua principalmente nas seguintes áreas: (tele)jornalismo, jornalismo público e imagem e narrativa.

Raquel Paiva de Araujo Soares

Graduada em jornalismo pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal de Juiz de Fora (1981), tem especialização em taller de postgrado pelo Centro Internacional de Estudios Superiores de Comunicación para América Latina (1985) e aperfeiçoamentoem latino America electronic media exchange program pela Arizona State University (1985). É mestre (1991) e doutora (1997) em comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e PDE pela Università degli Studi di Torino, Itália. Atualmente é professora-associada da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área da Comunicação, com ênfase em teoria crítica da Comunicação. Coordena o Laboratório de Estudos em Comunicação Comunitária.

Sergio Mattos

É escritor, compositor, poeta, jornalista e professor. Doutor em Comunicação pela Universidade do Texas, Austin, Estados Unidos (1982), vem realizando pesquisas sobre o desenvolvimento dos meios de comunicação de massa no Brasil desde a década de 1970. É autor de inúmeros trabalhos acadêmicos, tendo escrito dezenas de artigos, capítulos de livros e livros na área da comunicação publicados no Brasil e no exterior. No campo literário, além de participar de várias antologias poéticas e de ter veiculado sua produção em revistas, jornais e na internet, publicou vários livros individuais. Como compositor/letrista possui, em parceria, várias músicas gravadas por inúmeros interpretes, além de possuir quatro CDs individuais. Como jornalista profissional atuou como editor, além de ter desenvolvido projetos e implantado produtos na mídia regional da Bahia. Foi diretor da COEPP - Coordenação de Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação da UNIBAHIA, no município de Lauro de Freitas - Ba, até agosto de 2007. No período de janeiro a julho de 2008 exerceu a função de coordenador do curso de Jornalismo da Faculdade da Cidade do Salvador. É professor aposentado da UFBA e a partir de agosto de 2008 passou a integrar o quadro docente da UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, onde ingressou, por concurso público. Atualmente é Professor Associado do curso de Jornalismo.

Joaquim Paulo Serra

É doutor em Ciências da Comunicação e professor do Departamenteo de Ciências da Comunicação da UBI - Universidade da Beira Interior. Atualmente, é o coordenador científico do Labcom.IFP - Comunicação, Filosofia e Humanidades. É vice-presidente da Associação Portuguesa de Ciências da Comunicação - Sopcom.

Margarita Ledo Andión

É professora de Comunicação Audiovisual na Universidade de Santiago de Compostela - USC e diretora do Grupo "Estudos Audiovisuais" da mesma universidade. É pesquisadora responsável pelo projeto "Cine, Diversidade e Redes", do Plano Nacional de I+D (2008-2011) e do I+D+i do Programa INCITE “Lusofonía: interactividade e interculturalidade”. Preside a Asociación galega de investigadoras/es en Comunicación - AGACOM. É primeira vice-presidenta da Asociación Española de Investigación en Comunicación, AE-IC e participa da diretoria da Federaçao Lusofona de Ciências da Comunicação - LUSOCOM e da Asociación Iberoamericana de Ciencias de la Comunicación -ASSIBERCOM. Cineasta e escritora, entre seus filmes figura o documentário 'Santa Liberdade' (2004) e 'Liste, pronunciado Líster' (2007). É ganhadora do “Premio Nacional da Cultura Galega en la modalidad de cine y audiovisual, 2008” e membro da Real Academia Galega - RAG.

Raúl Fuentes Navarro

Licenciado e Mestre em Comunicação pelo ITESO - Universidad Jesuita de Guadalajara e doutor em Ciências Sociais pela Universidade de Guadalajara. Membro nível III do Sistema Nacional de Investigadores - SNI. Membro regular da Academia Mexicana de Ciências. Professor-pesquisador do Departamento de Estudos Socioculturais do ITESO e do Departamento de Estudos da Comunicação Social na Universidade de Guadalajara. Coordenador do Doutorado em Estudos Científico-Social do ITESO. Autor de vários livros e publicações acadêmicas sobre o campo acadêmico da comunicação na América Latina.

intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7557
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA



Horário de atendimento:
SOMENTE NA INTERCOM PINHEIROS