GP Comunicação, Divulgação Científica, Saúde e Meio Ambiente


Ementa

O Grupo de Pesquisa Comunicação, Divulgação Científica, Saúde e Meio Ambiente tem como objetivo reunir pesquisadores e estudantes interessados em discutir, a partir de diferentes perspectivas teóricas e metodológicas, as práticas sociais da Comunicação relacionadas às ciências, saúde, tecnologias e meio ambiente. Privilegiará o debate de questões críticas como: a noção de risco e os impactos sociais, culturais, ambientais, políticos, econômicos e geopolíticos de procedimentos científicos e escolhas tecnológicas, aí incluídas a área da saúde pública e privada, a bioética, a biotecnologia e a biopolítica; o silêncio, ocultamento e/ou sensacionalismo midiático sobre controvérsias científicas, tecnológicas e ambientais; o papel dos saberes tradicionais na construção do conhecimento sobre o mundo; o embate entre o discurso da modernização ecológica e o da sustentabilidade; reflexões sobre as relações de poder envolvidas no trato dessas questões pela mídia de massa; o diálogo e o embate do ethos profissional de comunicadores e cientistas; o perfil e necessidades de formação contínua de profissionais de comunicação e de divulgadores da ciência para o agendamento de questões científicas, tecnológicas e ambientais relevantes para a sociedade brasileira; interfaces e interações do trabalho de jornalistas de redação e assessores de comunicação em organizações de CT&I; enfrentamento dos desafios impostos à democratização da informação e da comunicação na atual fase de expansão capitalista em âmbito global, incluindo o debate sobre direitos autorais, direitos compartilhados e publicações de livre acesso. Os subtemas tratados pelo GP abordam: jornalismo científico; divulgação científica; popularização da ciência; história e filosofia da ciência no contexto comunicacional; comunicação pública da ciência; midialogia científica; cultura científica; marketing da Ciência; recepção da informação científica, tecnológica e ambiental; relações entre ciência, tecnologia, inovação e sociedade; representações sociais e percepções das ciências, das tecnologias, da saúde e do meio ambiente em diferentes contextos da sociedade brasileira; comparações entre a cobertura jornalística da chamada "grande ciência" e as ciências ditas humanas e sociais; análise da cobertura de políticas de CT&I; possibilidades e limites de mídias alternativas para divulgação científica e ambiental, em especial as que emergem no ambiente da Internet.

Palavras-chave: ciência; saúde; meio ambiente; tecnologia e mídias.

Coordenadora: Katia Lerner (Fiocruz)

Possui graduação em sociologia pela Pontifícia Católica do Rio de Janeiro (1991), mestrado em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996), doutorado em Sociologia e Antropologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2004) com doutorado sanduíche em sociologia pela University of California/Los Angeles (2001) e pós-doutorado em Comunicação pela Escola de Comunicação da UFRJ (2013-2015). Atualmente é pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz, onde coordena o Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde. É Vice-Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq Comunicação e Saúde e autora do livro Memórias da dor: coleções e narrativas do Holocausto (Brasília: IBRAM, 2013), originado de sua tese de doutorado que ganhou o prêmio Mario de Andrade (2008). Organizou, junto com Igor Sacramento, a coletânea Saúde e Jornalismo: interfaces contemporâneas (Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, 2014), finalista do Prêmio Jabuti de 2015 na categoria comunicação. Tem experiência nas áreas de comunicação, saúde e antropologia, atuando em temas ligados a memória, identidade social, mídia,corpo, doença, medicalização e narrativas biográficas.

Vice-coordenador: Arquimedes Pessoni (USCS)

Pós-doutor em Medicina na Faculdade de Medicina do ABC (linha de pesquisa em educação na saúde/Saúde Coletiva-2014). Possui graduação em Jornalismo pela Universidade Metodista de São Paulo (1984), mestrado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (2002) e doutorado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (2005). Professor do corpo permanente do Programa de Mestrado em Comunicação e também de graduação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS) e docente-colaborador da disciplina de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina do ABC. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde, comunicação científica, comunicação organizacional, assessoria de imprensa, educação.

intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h



Coordenação : Ana Paula Goulart Ribeiro
Edição : Cláudio Ornellas

intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7558
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA