GP Estéticas, Políticas do corpo e Gêneros


Ementa

O GP abriga pesquisas que explorem aproximações possíveis a objetos e processos comunicacionais a partir de chaves de leitura que conjuguem as Estéticas da Comunicação e as Políticas do corpo, tanto no nível teórico quanto empírico. Compreende-se aqui os fenômenos estéticos como da ordem do sensível, manifestando-se tanto nas experiências formais diante da produção simbólica em suas múltiplas linguagens, quanto nas vivências do cotidiano. Tais fenômenos resultam de relações entre poder, vida e discurso que se revelam, por exemplo, nas variáveis de gênero, sexualidade, raça, etnia e classe social, de forma interseccionalizada. Busca-se reunir estudos que considerem: 1) abordagens das políticas do corpo; 2) estéticas da diferença e da resistência; 3) dimensões estéticas dos ativismos políticos; 4) aspectos diversos da experiência estética e do afeto; 5) performance e performatividade como expressão de subjetividades e 6) elementos para discussões de ordem epistêmica e metodológica relativas às interseções entre o sensível e o comunicacional.

Palavras-chave: Estéticas da Comunicação; Sensibilidade e Afeto; Estudos de Gênero e sexualidade; Estudos étnico-raciais; Performances.

E-mail do grupo: gp.politicas.corpo@intercom.org.br

Facebook:www.facebook.com/gpesteticasintercom

Coordenadora: Gabriela Machado Ramos de Almeida (ULBRA)

Currículo lattes






Vice-coordenador: Jorge Luiz Cunha Cardoso Filho (UFRB)

Currículo lattes






BIBLIOGRAFIA DE REFERÊNCIA

AGAMBEN, Giorgio. A comunidade que vem. São Paulo: Autêntica, 2013.

ALLOA, Emmanuel (org.). Pensar a Imagem. São Paulo: Autêntica, 2016.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2003.

BUTLER, Judith. Relatar a si mesmo: crítica da violência ética. São Paulo: Autêntica, 2015.

BRINKEMA, Eugenie. The Forms of the Affect. Durham: Duke University Press Books, 2014.

CANCLINI, Nestór Garcia. Consumidores e cidadãos. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2010.

CARLSON, Marvin. Performance - Uma introdução crítica. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

DAWSEY, John, MOLLER, Regina, MONTEIRO, Mariana. Antropologia e performance: ensaios napedra. São Paulo, Terceiro nome, 2013.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. O que é a filosofia? Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992.

DEWEY, John. Arte como Experiência. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante da imagem – Questão colocada aos fins de uma história da arte. São Paulo: Editora 34, 2013.

ECO, Umberto. Obra aberta: forma e indeterminações nas poéticas contemporâneas. São Paulo: Perspectiva, 2007.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade (vols. 1, 2 e 3). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

FOUCAULT, Michel. Nascimento da biopolítica: curso dado no Collège de France (1978-1979). São Paulo: Martins Fontes, 2008.

GILROY, Paul. O Atlântico Negro. Modernidade e dupla consciência. São Paulo, Ed. 34, 2001.

GUIMARÃES, César; LEAL, Bruno; MENDONÇA, Carlos (Org.). Comunicação e Experiência Estética. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2006.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Produção de presença: o que o sentido não consegue transmitir. Rio de Janeiro: Contraponto, 2010.

HALL, Stuart. Da diáspora: Identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

KELLNER, Douglas. A Cultura da Mídia. São Paulo: Edusc, 2001.

LEAL, Bruno; GUIMARÃES, César; MENDONÇA, Carlos (Org.). Entre o sensível e o comunicacional. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

LOPES, Denilson. A Delicadeza: Estética, Experiência e Paisagem. Brasília: Editora UnB, 2007.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho. Ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2004

MCLAGAN, Meg, MCKEE, Yates (orgs.). Sensible politics: the visual culture of nongovernmental activism. New York: Zone Books, 2012.

MONDZAIN, Marie-José. Imagem, Ícone, Economia. As Fontes Bizantinas do Imaginário Contemporâneo. São Paulo: Contraponto, 2013.

PICADO, Benjamim; MENDONÇA, Carlos; CARDOSO FILHO, Jorge. (Org.). Experiência Estética e Performance. Salvador: EDUFBA, 2014.

PRECIADO, Beatriz. Manifesto contrassexual: práticas subversivas de identidade sexual. São Paulo: N­1 edições, 2014.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível. São Paulo: Editora 34, 2009.

SHUSTERMAN, Richard. Vivendo a Arte: o pensamento pragmatista e a estética popular. São Paulo: Editora 34, 1998.

SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Pode o Subalterno Falar? Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

TAYLOR, Diana. O arquivo e o repertório: performance e memória cultural nas Américas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.


intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7557
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA



Horário de atendimento:
SOMENTE NA INTERCOM PINHEIROS