GP Teorias da Comunicação


Ementa

O GP se propõe analisar a Comunicação a partir das várias correntes teóricas e suas perspectivas metodológicas e epistemológicas. Trata-se de pensar o processo, o campo teórico, o objeto, o estatuto disciplinar do saber comunicacional e demais contribuições voltadas para a formação de um amplo panorama de conhecimentos necessários à sua fundamentação. Para tanto, o GP acolhe resultados de pesquisas teóricas, epistemológicas, metodológicas e empíricas que tenham como cerne as discussões concernentes às teorias da comunicação.

Palavras-chave: teoria da comunicação; epistemologia; processo de comunicação; campo da comunicação.

E-mail do grupo: gp.teorias.comunicacao@intercom.org.br

Grupo de discussão: gpteoriasintercom@googlegroups.com

Coordenadora: Claudiane de Oliveira Carvalho Sampaio (UFBA/FSBA)

Currículo lattes






Vice-coordenador: Rafael Grohmann (UFRJ/ USP)

Currículo lattes






BIBLIOGRAFIA DE REFERÊNCIA

ATTALLAH, Paul. Théories de La communication – histoire, context, pouvoir, Saint-Foy (Québec), Télé-Université / Presse Universitairedu Québec, 1997.

ATTALLAH, Paul.Théories de La communication – sens, sujets, savoirs, Saint-Foy (Québec), Télé-Université / Presse Universitairedu Québec, 1994.

BARROS FILHO, Clóvis; MARTINO, Luís Mauro Sá. O habitus na comunicação. São Paulo: Paulus, 2003 (Comunicação).

BATESON, Gregory e RUESCH, Jurgen. Communication et société, Paris, Seuil, 1988.

BERLO, David K..O processo da comunicação – introdução à teoria e à prática. São Paulo, Martins Fontes, 2003.

BOUQUILLION, Philippe e MATTHEWS, Jacob T..Le web collaborative – mutationsdes industries de laculture et de la communication, Grenoble, Presse Universitaire de Grenoble, 2010.

BRAGA, José Luiz. A Sociedade Enfrenta sua Mídia: dispositivos sociais de crítica midiática. São Paulo: Paulus, 2006.

BRAGA, José Luiz; FERREIRA, Jairo; FAUSTO NETO, Antonio; GOMES, Pedro Gilberto (org.). 10 Perguntas para a Produção de Conhecimento em Comunicação. São Leopoldo/RS: Ed. Unisinos, 2013.

BRAGA, José Luiz; MARTINO, Luiz Claudio; LOPES, Maria Immacolata Vassallo de (org.). Pesquisa Empírica em Comunicação. São Paulo: Paulus, 2010.

BRYANT, Jennings e THOMPSON, Susan. Fundamentals of media effects, New York, McGraw-Hill, 2002.

BRYANT, Jennings e ZILLMANN, Dolf (orgs.). Media effects – advances in theory an research, 2nd ed., Mahwah (New Jersey), Lawrence Erlbaum Associates, 2002.

CARLÓN, Mario e FAUSTO NETO, Antonio (orgs.). As políticas de los internautas – novas formas de participación, Buenos Aires, La Crujía, 2012.

CASTELLS, Manuel.Poder da comunicação. Rio de Janeiro / São Paulo, Paz e Terra, 2015.

CHARAUDEAU. Patrick. Discurso das mídias. 2. ed., 1a reimp. Trad. Ângela S. M. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2012.

CITELLI, Adilson; BERGER, Christa; BACCEGA, Maria Aparecida; LOPES, Maria Immacolata Vassallo de; FRANÇA, Vera Veiga (org.). Dicionário de Comunicação: escolas, teorias e autores. São Paulo: Contexto, 2014.

COHN, Gabriel (org.). Comunicação e Indústria Cultural. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1978

COULDRY, Nick; HEPP, Andreas. The Mediated Construction of Reality. London: Polity, 2016.

COULON, Alain. L´école de Chicago, Paris, PresseUniversitaire de France, 1992.

DAYAN, D.. Em busca do público, Barcelona, Gedisa Editorial, 1997.

DEFLEUR, Melvin L. e BALL-ROKEACH, Sandra. Teorias da comunicação de massa. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1993.

Dossiê “Novas perspectivas em teorias da comunicação”, in Revista Matrizes, vol. 8, n° 1, São Paulo, ECA/USP, jan./jun. 2014.

DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (org.). Métodos e Técnicas de Pesquisa em Comunicação. São Paulo: Atlas, 2008.

ENTMAN, R. B. Framing: Toward clarification of a fractured paradigm. Journal of Communication, v.43, n.4, p.51-58, dez., 1993.

ESCARPIT, Robert. Théorie générale de l´informationet de La communication, Paris, Hachette, 1976.

ESCOSTEGUY, Ana Carolina; JACKS, Nilda. Comunicação e Recepção. São Paulo: Hackers Editora, 2006

FAUSTO NETO, Antonio; FERREIRA, Jairo; BRAGA, José Luiz; GOMES, Pedro. Midiatização e processos sociais na América Latina. São Paulo: Paulus, 2008.

FAUSTO NETO, Antonio; MOUCHON, Jean; VÉRON, Eliseo (Org.). Transformações da midiatização presidencial: corpos, relatos, negociações, resistências. São Caetano do Sul: Difusão, 2012.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Trad. Izabel Magalhães. Brasília. UnB, 2001.

FAIRCLOUGH, Norman. Media discourse. London: Arnold, 1995.

FERREIRA, G. M. (Org.) ; MARTINO, L. C. (Org.) ; HOHLFELDT, A. C. (Org.) ; MORAIS, O. J. de (Org.) .Teorias dos Meios de Comunicação no Brasil e no Canadá, vol. 1.. 1. ed. Salvador-BA: EDUFBA - Editora da Universidade Federal da Bahia, 2013. 220p .

FERREIRA, G. M. (Org.) ; HOHLFELDT, A. C. (Org.) ; MARTINO, L. C. (Org.) ; MORAIS, O. J. de (Org.) .Teorias dos Meios de Comunicação no Brasil e no Canadá, vol. 2.. 1. ed. Salvador-BA: EDUFBA - Editora da Universidade Federal da Bahia, 2013. 263p .

FERREIRA, Giovandro; SAMPAIO, Adriano de Oliveira e FAUSTO NETO, Antonio (orgs.). Mídia, discurso e sentido. Salvador: Edufba, 2012.

FLICHY, Patrice. Le sacre de l´amateur – sociologiedespassionsordinaires à l´érenumérique, Paris, Seuil, 2010.

FRANÇA, Vera; SIMÕES, Paula. Curso Básico de Teorias da Comunicação. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.

HABERMAS, Jürgen. Teoria do Agir Comunicativo. São Paulo: Ed. Martins Fontes, 2012.

HALL, Stuart. Da diáspora – identidades e mediações culturais, Belo Horizonte, Editora da UFMG, 2003.

HARTLEY, John. Communication, Cultural and Media Studies: the key concepts. London: Routledge, 2002.

HEPP, Andreas. Cultures of mediatization, Polity Press, Cambridge, 2013.

HEPP, Andreas. Cultures of mediatization, Polity Press, Cambridge, 2013.

HJARVARD, Stig. A Midiatização da Cultura e da Sociedade. São Leopoldo/RS: Ed. Unisinos, 2014a

HOHLFELDT, Antonio; MARTINO, Luiz Cláudio; FRANÇA, Vera Veiga (org.). Teorias da Comunicação: conceitos, escolas e tendências. Petrópolis: Vozes, 2007.

INNIS, Harold A. The Bias of Communication. University de Toronto Press, 1951

JANOTTI JUNIOR, Jeder; GOMES, Itania. Comunicação e Estudos Culturais. Salvador: EDUFBA, 2011.

JANOTTI JUNIOR, Jeder; MATTOS, Maria Ângela; JACKS, Nilda. Mediação & midiatização. Salvador: EDUFBA, 2012.

JEFFRES, Leo W..Mass media effects, 2nd ed., Illinois, Waveland Press, 1997.

KITTLER, Friedrich. Mídias Ópticas: curso em Berlim, 1999. Rio de Janeiro: Contraponto, 2016.

LIMA, Luiz Costa. Teoria da cultura de massa.Rio de Janeiro, Editora Paz e Terra, 1982.

LIMA, Venício. Mídia: teoria e política. São Paulo: Perseu Abramo, 2001.

LOPES, Maria Immacolata Vassallo de. Pesquisa em Comunicação. São Paulo: Edições Loyola, 1990.

LOPES, Maria Immacolata Vassallo de (org.). Epistemologia da Comunicação. São Paulo: Loyola, 2003.

LUNDBY, Knut (ed.). Mediatization – concept, changes, consequences, Peter Lang, New York, 2009.

LUNDBY, Knut (ed.). Mediatization of communication (Handbooks of Communication Science), vol. 21, De Gruyter, Boston/Berlin, 2014.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos Meios às Mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2008.

MARTINO, Luís Mauro Sá. Teoria da Comunicação. Petrópolis: Vozes, 2009

MARTINO, Luís Mauro Sá. Teoria das Mídias Digitais. Petrópolis: Vozes, 2014.

MARTINO, Luiz Claudio (org.). Teorias da Comunicação: muitas ou poucas? Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2007.

MARTINO, Luiz Cláudio. Escritos de epistemologia da comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2017.

MAQUAIL, Denis. Teorias da comunicação de massa, 6ª. Edição, Porto Alegre, Penso Editora, 2013.

MATTELART, Armand e Michèle. História das teorias da comunicação. São Paulo, Editora Loyola, 1999.

McCOMBS, M. Setting the Agenda for Agenda-Setting Research. An Assesment of the Priority Ideas and Problems. In: WILHOIT, G.(ed). Mass Comm Review Yearbook, vol.2. Beverly Hills: Sage, p.209-211, 1981.

McCOMBS, M.; SHAW, D. The Agenda Setting Function of Mass Media. Public Opinion Quarterly, vol.36, p.176-187, 1972.

McLUHAN, Marshall. Os Meios de Comunicação como Extensões do Homem. São Paulo: Cultrix, 1969.

MELO, José Marques de. Teoria e metodologia da comunicação (tendências do século XXI), São Paulo, Paulus, 2014.

MEUNIER, Jean-Pierre e PERAYA, Daniel. Introdução às teorias da comunicação, Petrópolis, Editora Vozes, 2008.

MIÈGE, Bernard. O pensamento comunicacional, Petrópolis, Editora Vozes, 2000.

MOLES, Abraham. Teoria da informação e percepção estética, Brasília, Editora da Universidade de Brasília, 1978.

MORIN, Edgard. Cultura de massas no século XX – o espírito do tempo 1 Neurose, 4ª. Edição, Rio de Janeiro, Forense-Universitária, 1977.

MORIN, Edgard. Cultura de massas no século XX – o espírito do tempo – 2 Necrose, 4ª. Edição, Rio de Janeiro, Forense-Universitária, 1977.

PARIKKA, Jussi. What is media archeology? Cambridge, EUA: Polity Press, 2012.

PRADO, José Luiz Aidar. Convocações Biopolíticas dos Dispositivos Comunicacionais. São Paulo: Educ, 2013.

RÜDIGER, Francisco. As Teorias da Comunicação. Porto Alegre: Penso, 2011.

SANTAELLA, Lúcia. Comunicação e Pesquisa. São Paulo: Hacker Editores, 2001.

SCHILLEMANS, Thomas. Mediatization of public service – how organizations adapt to news media, Peter Lang, Frankfurt, 2012.

SHIRKY, Clay. Lá vem todo mundo – poder de organizar sem organizações, Rio de Janeiro, Zahar2012.

SCOLARI, Carlos. Hipermediaciones: elementos para una teoria de la comunicación digital interactiva. Barcelona: Gedisa, 2008.

SILVERSTONE, Roger. Por que estudar a mídia? São Paulo: Loyola, 2002.

STEINBERG, Charles S. (org.). Meios de comunicação de massa. São Paulo, Editora Cultrix, 1970.

SODRÉ, Muniz. Antropológica do Espelho: uma teoria da comunicação linear e em rede. Petrópolis: Vozes, 2002.

SODRÉ, Muniz. A Ciência do Comum: notas para o método comunicacional. Petrópolis: Vozes, 2014.

THOMPSON, John. A Mídia e a Modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis: Vozes, 1995.

­

VERÓN, Eliseo. Mediatización, comunicación política y mutaciones de la democracia. Semiosfera, n. 2, 1994. p. 5-36.

VERÓN, Eliseo. Médiatisation du politique. Stratégies, acteurs et construction des collectifs, Hermès, 1995/3 (n° 17-18), p. 201-214.

VERÓN, Eliseo. Esquema para el análisis de la mediatización. Revista Diálogos de la Comunicación, n. 48, Lima: Felafacs, 1997.

VERÓN, ELISEO. Fragmentos de um tecido. Trad. Vanise Dresch. São Leopoldo (RS): Editora Unisinos, 2004.

VERÓN, Eliseo. La Semiosis Social 2: ideas, momentos, interpretantes. Buenos Aires: Paidós, 2013.

WIENER, Norbert. Cibernética e Sociedade. São Paulo: Cultrix, 1967.

WOLF, Mauro. Los effectos sociales de los media. Barcelona, EdicionesPaidós, 1994.

WOLF, Mauro. Teorias da comunicação de massa. Trad. Karina Jannini. São Paulo: Martins Fontes, 2003. (Leitura e crítica).

WOLTON, Dominique. Informar Não é Comunicar. Porto Alegre: Sulina, 2010.

WOLTON, Dominique. Pensar a comunicação. Brasília: Editora UnB, 2004.

WOLTON, Dominique. Internet, e depois? – uma teoria crítica das novas mídias, Porto Alegre, Editora Sulinas, 2003.

PESQUISADORES DO GP:

Claudiane Carvalho http://lattes.cnpq.br/2239271930460750

Giovandro Marcus Ferreira http://lattes.cnpq.br/4143857573220326

Ivanise Hilbig de Andrade http://lattes.cnpq.br/3892733769270653

Liráucio Girardi Jr. http://lattes.cnpq.br/9324283862222562

Luiz Cláudio Martino http://lattes.cnpq.br/9545839725442236

Marcio Telles da Silveira http://lattes.cnpq.br/3449440818035041

Rafael Grohmann http://lattes.cnpq.br/2230678527273233

Rodrigo Miranda Barbosa http://lattes.cnpq.br/6498132660066720

Tarcísio de Sá Cardoso http://lattes.cnpq.br/0295736592288682

intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7558
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA