III FÓRUM COMUNICAÇÃO E TRABALHO DISCUTIU A COMUNICAÇÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO E A NOVA REALIDADE NA ATUAÇÃO DOS COMUNICADORES

24 de setembro de 2018

Um dos eventos que ocorrem no Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom) é o Fórum Comunicação e Trabalho, organizado pelo Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho (CPCT), que é coordenado pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A terceira edição do Fórum foi realizada no dia 4 de setembro na Universidade da Região de Joinville (Univille) com a presença de diversos pesquisadores do CPCT e de pesquisadores convidados.

A primeira mesa do Fórum tratou do tema “Configurações da comunicação no mundo do trabalho: comunicação, controle, causa social”, em que o professor convidado João Curvello (UnB) apresentou sua pesquisa sobre comunicação organizacional. Além dele, o professor Fernando Pachi (FTT/Unip) discorreu sobre a questão da liberdade de expressão nas empresas, e a pesquisadora Camila Acosta Camargo (USP) apresentou os resultados de seu mestrado, uma perspectiva crítica sobre como é o trabalho nas organizações não governamentais (ONGs) cuja questão social é a Comunicação.

Na segunda mesa, as professoras Roseli Fígaro (USP) e Claudia Nonato (FIAM-FAAM), ambas representantes do CPTC, apresentaram os resultados da mais recente pesquisa realizada pelo Centro de Pesquisa, intitulada “As relações de comunicação e as condições de produção no trabalho de jornalistas em arranjos econômicos alternativos às corporações de mídia”. “O grande compromisso que nós temos agora é estudarmos a produção jornalística desses novos arranjos e começar a perguntar: qual é o jornalismo que se pratica hoje?”, aponta a professora Roseli Fígaro.

A terceira e última mesa do III Fórum Comunicação e Trabalho discutiu o tema “O trabalho na comunicação: desafios contemporâneos para os profissionais”, em que a pesquisadora convidada Lívia de Souza Vieira (Faculdade Ielusc) falou sobre os novos modelos de negócio das empresas jornalísticas. Além disso, o professor João Augusto Moliani (UTFPR) apresentou sua pesquisa sobre o trabalho do jornalista em assessorias de comunicação, a partir de estudo de campo e de levantamento do estado da arte na área. O professor Rafael Grohmann (FCL) aprofundou o debate a partir de seu estudo comparativo sobre as cooperativas de trabalho de jornalistas no Brasil, na América Latina e em países da Europa. Já o trabalho dos comunicadores no conglomerados regionais foi tratado pela professora Janaina Visibeli Barros (UEMG).

“O Fórum foi muito rico. Para nós, do Centro de Pesquisa em Comunicação e Trabalho, foi uma importante experiência de interlocução com pesquisadores jovens. Esse espaço de diálogo, inclusive, tem nos rendido redes de pesquisa com outros estados – por exemplo, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Amapá, Tocantins, que também estão desenvolvendo pesquisas com essa abordagem que trabalhamos no CPCT”, avalia a professora Roseli Figaro.

intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7558
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA