Professores Júlio França (UERJ) e Philippe Met (Universidade da Pensilvânia) falam sobre o InsolitoCom 2018

23 de outubro de 2018

Um espaço valioso para promover o diálogo entre pesquisadores e realizadores da ficção de horror, que contribuirá para a consolidação e qualidade nesse campo no Brasil. Segundo dois dos principais professores convidados, assim será o I Simpósio Brasileiro de Estudos do Horror e do Insólito (InsólitoCom) , de 29 a 31 de outubro no campus Vila Olímpia da Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo. O evento é realizado pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) e pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Anhembi Morumbi (PPGCOM-UAM).

“Acho preciosa a oportunidade de aproximar as distintas áreas que vêm estudando o horror e os gêneros afins no Brasil. E, mais do que isso, acho que é um excelente momento para aproximarmos quem produz, quem consome e quem estuda horror. O gênero está mais fortalecido do que nunca, vide a onda recente de grandes filmes e séries. Acho que é chegada a hora de estabelecermos uma tradição crítica forte no Brasil, que possa contribuir, inclusive, para a qualidade do que é feito por aqui”, avalia Júlio França, professor de Teoria da Literatura e do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) que fará a conferência de abertura do InsolitoCom 2018. Júlio França, que também é líder do Grupo de Pesquisa Estudos do Gótico (CNPq), autor de diversos títulos sobre o tema e criador do blog Sobre o Medo https://sobreomedo.wordpress.com/, admite que ainda não sabe o que esperar do Simpósio: “Não consigo imaginar o que possa sair dos inúmeros contatos que serão estabelecidos. Creio que possa ser o ponto de partida de alguns projetos ainda inimagináveis. E, claro, meu desejo absoluto é o de que este seja apenas o primeiro de uma longa série”.

Na Conferência de Abertura do dia 29, que também terá a participação do editor Cid Vale Ferreira e do cineasta Dennison Ramalho, o professor Júlio França falará sobre o tema “Rompendo a barreira do real: a literatura do insólito e a pesquisa acadêmica no Brasil”. “Penso em mostrar um pouco, para o público, a imensa diversidade de linhas de pesquisa e de professores e de estudantes que andam se dedicando ao tema nos últimos dez anos. Vou aproveitar também para dar um panorama dos projetos editoriais em curso, dos eventos, das revistas, dos sites e dos grupos de pesquisa oficiais, e de como se deu a conquista desse espaço dentro de um ambiente que sempre foi muito refratário à literatura mais imaginativa, especialmente àquela voltada para o Mal”, antecipa.

CONVIDADO INTERNACIONAL

O InsolitoCom 2018 traz ao Brasil Philippe Charles Met, professor de Francês e de Estudos de Cinema da Universidade da Pensilvânia e autor de mais de 60 artigos e capítulos de livros sobre literatura e cinema. Previamente ao Simpósio, ele ministrará, no dia 27 no Centro Cultural José Marques de Melo, em São Paulo, o minicurso “Lovecraft e o cinema”.

“O curso examinará a relação multifacetada do cinema com Howard Phillips Lovecraft (talvez o escritor de ficção de horror mais influente do século XX) e vice-versa, desde o repúdio ou desdém declarado do autor por essa mídia até a qualidade enfadonha, quando não flagrantemente medíocre da maior parte das adaptações de seus contos ‘estranhos’, passando pela percepção crítica dos filmes em questão e as premissas frequentemente questionáveis nas quais eles se baseiam (em termos de definição de corpus, taxonomia, teoria de adaptação, correção, etc.)”, explica o professor, acrescentando que produções mais recentes também serão abordadas para mostrar que a obra de Lovecraft “talvez seja filmável, afinal”. “H.P. Lovecraft é simplesmente um dos gigantes da ficção de horror da modernidade, herdeiro espiritual de Edgar Allan Poe. Não só é o inventor de um panteão de deidades cósmicas horríveis, conhecidas como ‘Os Mitos de Cthulhu’, como também é o mestre de uma nova retórica do medo que é central em questões tão diversas quanto a dialética da falta e do excesso, a (in)visibilidade, o indizível, a instabilidade do gênero, a geometria não euclidiana, a ciência ou a racionalidade e o sobrenatural. A obra de Lovecraft também tem chamado a atenção de filósofos ao longo dos anos.”

Já no dia 30, o professor Philippe Met participa da sessão “Poéticas insólitas” com o tema “The Glitter of Putrescence: Cinema between Poetry and Horror”, em que discutirá a relevância e aplicabilidade da poesia, enquanto linguagem e prática, no gênero cinematográfico de horror ou fantástico. “Por meio da ‘Filosofia da Composição’, de E. A. Poe, e da Ofélia de Shakespeare (incluindo as várias representações pictóricas dessa personagem de ‘Hamlet’), tentarei expor e elucidar as afinidades ocultas ou semelhanças conceituais entre os dois domínios, relacionando-os com um tipo de cinema que deliberadamente subverte a narratividade. Exemplos específicos de diferentes épocas e países serão explorados (Charles Laughton, Jacques Tourneur, Herk Harvey, Georges Franju, Mario Bava, Dario Argento, Roger Vadim)”, afirma Philippe Met.

A respeito de suas expectativas sobre o InsolitoCom, o professor da Universidade da Pensilvânia acredita que o evento será importante para estabelecer e consolidar os estudos do horror no Brasil. “Estou profundamente honrado de ser convidado, e espero ajudar a promover a importância e relevância da pesquisa e produção de horror no Brasil”, completa.

O InsolitoCom 2018 vai de 29 a 31 de outubro no campus Vila Olímpia da Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo. No dia 29, a entrada é gratuita; para os dias 30 e 31, a taxa é de R$ 10 (para cada dia). Sócios da Intercom e estudantes da UAM estão isentos da taxa, e o pagamento será recebido no local e somente em dinheiro.

Clique aqui para fazer sua inscrição.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO INSOLITOCOM 2018:

27 DE OUTUBRO DE 2018
13h-18h – Curso com Philippe Charles Met (Universidade da Pensilvânia): “Lovecraft e o Cinema”
Centro Cultural José Marques de Melo (R. Joaquim Antunes, 705 - Pinheiros, São Paulo)

29 DE OUTUBRO DE 2018
Campus Vila Olímpia UAM – Unidade 5 – Sala 501-C (Rua Casa do Ator, 294, Vila Olímpia, São Paulo)

19h – Abertura Oficial
Rogério Ferraraz (UAM)
Marcelo Briseno Marques de Melo (UMESP/Intercom)

19h30 – Conferência de abertura
Julio França (UERJ): Rompendo a barreira do real: a literatura do insólito e a pesquisa acadêmica no Brasil
Cid Vale Ferreira (editor): Marcos do horror literário no Brasil: dos periódicos acadêmicos ao financiamento coletivo
Dennison Ramalho (cineasta): Reflexões sobre o fazer cinema de horror no Brasil
Coordenação: Rogério Ferraraz (UAM)

DIA 30 DE OUTUBRO DE 2018
Campus Vila Olímpia UAM – Unidade 7 – Auditório (Rua Casa do Ator, 275, Vila Olimpia, São Paulo)

9h30 – Sessão 1: Filosofia e literatura insólita
Coordenação: Tiago Monteiro (IFRJ)
Alcebíades Diniz Miguel (USP): A solidão da luz: Estratégias de sentido das novas nuances e formas do fantástico narrativo no século XXI
Carusa Gabriela Dutra Bilatto (UFPR): O deleitoso horror de Edmund Burke e a cultura gótica em perspectiva antropológica
Fabio Fernandes (PUCSP): A Construção do Imaginário Ciborgue - O Pós-Humano na Ficção Científica, de Frankenstein ao Século XXI
Maria Zilda Cunha (USP): Figurações do insólito entre texto e tela: curta Murilo

14h – Sessão 2: Poéticas insólitas
Coordenação: Laura Loguercio Cánepa (UAM)
Philippe C. Met (Universidade da Pensilvânia): The Glitter of Putrescence”: Cinema between Poetry and Horror
Erick Felinto (UERJ): From Pulp to Polished: H.P. Lovecraft and the Nihilistic Takeover of Cultural Theory
Cecília Mello (USP): O cinema contemporâneo do leste asiático: da ontologia e seus fantasmas

16h30 – Mesa Redonda 1: O horror e o insólito nos quadrinhos brasileiros
Coordenação: Marcelo Briseno Marques de Melo (UMESP/Intercom)
Danilo Beyruth (autor)
Rodrigo Ramos (autor)
Raphael Fernandes (autor)
Giovani Pagliusi (UMESP)

18h30 – Feira/Lançamento de Livros (CoffinFang Store, Clepsidra, Barragana)

19h30 – Conferência e debate: Enquanto seu lobo não vem: assombrações sócio-políticas no cinema de horror brasileiro
Conferencista: Carlos Primati (jornalista/pesquisador)
Debatedores: Joel Caetano (cineasta) e Mariana Zani (cineasta)

31 DE OUTUBRO DE 2018
Campus Vila Olímpia UAM – Unidade 5 – Sala 501-C (Rua Casa do Ator, 294, Vila Olímpia, São Paulo)

9h30 – Sessão 3 – De insólitos horrores
Coordenação: Genio Nascimento (UAM)
Rodrigo Carreiro (UFPE): Por uma teoria do som no cinema de horror
Nathalia Christofoletti Barrenha (UNICAMP): São tempos de medo: aproximações ao filme Mate-me por favor
Luciana Fátima & Arlindo Gonçalves (escritores e pesquisadores): Um encontro insólito: a poesia de Álvares de Azevedo e Ian Curtis – Ad Infinitum
Fernando Britto (USP): O gótico no cinema de Mario Bava

14h – Sessão 4: Demônios, fantasmas e exus
Coordenação: Gabriel Perrone (UAM)
Leopoldo Tauffenbach (UNIP): Aspectos do horror na formação da imagem umbandista dos Exus e Pombagiras
Lúcio Reis (Pesquisador): Sorria, tem um fantasma do seu lado: Fotografia, filme e picaretagem nos registros do outro mundo
Marcelo Carrard (Pesquisador): Lilith nos Labirintos do Cinema Satânico.

16h30 – Mesa Redonda 2: Subculturas insólitas, crítica e agitação cultural
Coordenação: Lúcio Reis Filho (UAM)
Susana Haddad (DJ)
Drégus de Oliveira (produtor)
Igor Carrastan Noboa (professor)
Francis Vogner dos Reis (crítico)
Marcelo Milici (escritor)
Carlos Ferreira (quadrinista)

18h30 – Feira/Lançamento de Livros (CoffinFang Store, Clepsidra, Barragana)

intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7558
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA