Vencedores dos Prêmios Luiz Beltrão e José Marques de Melo em 2016

O prêmio Luiz Beltrão reconhece a excelência do trabalho realizado por pesquisadores e instituições que se destaquem no meio acadêmico na área de ciências da comunicação e contribui para consolidar o prestígio das comunidades acadêmica e profissional brasileiras.

Instituído em 1997, o prêmio é uma homenagem ao pioneiro da pesquisa científica em comunicação no Brasil, Luiz Beltrão, e pretende sinalizar às novas gerações, reconhecendo a excelência do trabalhado realizado nas universidades por docentes e pesquisadores, bem como por entidades que fomentam estudos ou desenvolvem projetos comunicacionais relevantes para o desenvolvimento sociocultural.

Os candidatos ao prêmio, em cada uma das categorias, são indicados anualmente pela comunidade acadêmica da área, cabendo a decisão final a um júri presidido pelo fundador da Intercom, José Marques de Melo. Integram esse colegiado, composto por 28 personalidades, os antigos e a atual presidente da associação, além dos vencedores da categoria maturidade acadêmica em anos anteriores.

Em 2016, foram contemplados, durante o Congresso Nacional da Intercom:

Francisco Rüdiger, da UFRGS/PUCRS, recebeu da presidente da Intercom, Marialva Barbosa, o Prêmio Luiz Beltrão na categoria Maturidade Acadêmica


O Prêmio José Marques de Melo, de Maturidade Acadêmica Regional, foi entregue por Maria Immacolata Vassalo de Lopes, ex-presidente da Intercom, a Adilson Citelli, da ECA/USP


Ana Regina Rêgo, da UFPI, recebeu do diretor Regional Sul, Marcio Fernandes, o Prêmio Luiz Beltrão na categoria Liderança Emergente


O Grupo de Mídia de São Paulo, representado por Elizabeth Negretti, recebeu da diretora de Comunicação e Memória, Ana Paula Goulart, o Prêmio Luiz Beltrão na categoria Grupo Inovador


O Prêmio Luiz Beltrão na categoria Instituição Paradigmática foi entregue por Margarida Kunsch, ex-presidente da Intercom, a Ivan Paulo Giannini, que representou o Serviço Social do Comércio (SESC)


A coordenação geral do Prêmio Luiz Beltrão está a cargo da diretora Cultural da Intercom, Adriana C. Omena Santos. Informações adicionais podem ser obtidas pelo e-mail adriomena@gmail.com .


Perfis institucionais

Grupo Inovador - Grupo de Mídia de São Paulo

Fundado em 1968, o Grupo de Mídia São Paulo reúne mais de mil profissionais da área que trabalham em agências de publicidade. A missão do Grupo é promover a evolução técnica da mídia no Brasil, aglutinado esforços e apontando caminhos para a solução de problemas comuns aos profissionais de propaganda.

O Grupo de Mídia destaca-se pela capacidade de agregar e ampliar conhecimentos dos profissionais de mídia do Estado de São Paulo, sendo um espaço aberto a todos os profissionais do setor que desejam aprimorar seus conhecimentos, seja pela troca de experiências, seja por meio de eventos e encontros.

O Grupo publica anualmente o Mídia Dados, um estudo abrangente com informações demográficas, mercadológicas e comerciais do mercado brasileiro e sul-americano de mídia. Em termos sociais, o Grupo promove periodicamente encontros entre os seus membros, bem como atividades esportivas e de entretenimento - dentro e fora de sua sede própria -, de forma a criar maior vínculo entre os mídias paulistas, fazendo do Grupo de Mídia de São Paulo o local ideal para a criação de vínculos profissionais duradouros, aliados ao desenvolvimento de expertise técnica e crescimento profissional dentro do mercado publicitário.

O Grupo de Mídia São Paulo opera a partir de um conselho superior, uma presidência e oito divisões – Técnica, Administrativa/Financeira, Eventos, Comercial, Comunicação, Integração, Projetos e Conhecimento. Os diretores estatutários trabalham para o Grupo de forma voluntária, sem remuneração.


Instituição Paradigmática - Serviço Social do Comércio (SESC)

O Sesc é uma entidade privada, mantida pelos empresários do comércio de bens, turismo e serviços, que tem como objetivo proporcionar o bem estar e qualidade de vida aos trabalhadores deste setor e sua família. Está presente em todos os estados brasileiros e promove ações no campo da Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência.

As ações do Sesc propagam princípios, humanísticos e universais, promovendo melhor condição de vida para os comerciários e seus familiares em todo o Brasil. A entidade oferece serviços que fortalecem o exercício da cidadania e contribuem com o desenvolvimento socioeconômico e cultural.

As atividades do Sesc seguem modelos de ação construídos por especialistas em diversas áreas, garantindo que a atuação seja adequada às necessidades da sociedade. São mais de 19 mil funcionários, em todas as regiões brasileiras, produzindo e recebendo informação para a melhoria dos serviços.

Para alcançar cerca de 2,2 mil municípios em todas as regiões, o Sesc dispõe de unidades de atendimento fixas ou móveis, nas capitais, periferias ou em cidades pequenas. Com centenas de centros de atividades, unidades móveis, meios de hospedagem, sedes educacionais e consultórios, com singularidades: o Sesc oferece, por exemplo, as maiores redes privadas de teatros e de bibliotecas do país.

Complementares às unidades fixas, as unidades móveis são essenciais para levar nossos serviços às periferias das grandes cidades e aos municípios do interior.

O Sesc também se adapta a espaços públicos ou atua no interior de outras instituições, públicas ou privadas, em parceria com a sociedade. A articulação, somada às unidades fixas e móveis, é a base do grande alcance do Sesc.


Trajetórias intelectuais

Liderança Emergente - Ana Regina Barros Rêgo Leal

Jornalista pela Universidade Federal do Piauí (1996), registro DRT-PI 1827/97. Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998). Doutora em Processos Comunicacionais pela UMESP (2010), com estágio de doutorado na UAB/Barcelona (2009). Colunista do Jornal O Dia. Atua como Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFPI gestão (2013-2015) e (out/2015/2017). Coordena o NUJOC-Núcleo de Pesquisa em Jornalismo e Comunicação e o Projeto Memória do Jornalismo. Foi Diretora de Projetos (2008-2011), Diretora da Regional Nordeste e atualmente está como Presidente da ALCAR-Associação Brasileira de Pesquisadores em História da Mídia. Tem experiência de mercado na área de Comunicação Corporativa e desenvolve pesquisa nas áreas: História, Memória e Narrativas do Jornalismo; Ética; Webjornalismo; Comunicação organizacional; Marketing, Gestão e Política Cultural. Publicou os livros: Imprensa Piauiense: atuação política no século XIX (2001); Jornalismo, Cultura e Poder (2007); Política Cultural e Mercado (2013) e organizou, em parceria com outros pesquisadores, os livros: Piauí: História, Cultura e Patrimônio(2010); PENSA.COM PI( 2013); Imprensa, Perfis e Contextos (2012); Narrativas do Jornalismo e Narrativas da História ( 2014); Política Cultural y Mercado, dos visiones: Brasil y España (2015). Bolsista Produtividade UFPI.

Maturidade Acadêmica - Francisco Ricardo de Macedo Rüdiger

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (1995) e Mestre em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1987). Professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1985), também leciona no Departamento de Filosofia e nos Cursos de Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (neste caso, desde 1990). Entre 1984 e 1990, foi professor da Universidade de Caxias do Sul e, depois, do Instituto Federal de Ensino Técnico e Tecnológico do Rio Grande do Sul (Campus Porto Alegre, 1990-2008). Antes disso, exerceu funções de arquivista e pesquisador no Museu Hipólito José da Costa (Porto Alegre, 1978-1988). Autor de 15 obras relacionadas com seu campo de especialização, colabora regularmente em revistas acadêmicas e é parecerista de periódicos como Estudos de Sociologia (UNESP), Galáxia (Pucsp), Comunicação & Sociedade (Metodista SBC), Interthesis (Ufsc), Matrizes (USP) e Fronteiras (Unisinos). Em 2000, recebeu o prêmio Luiz Beltrão de Ciências da Comunicação (Intercom). Relativamente aos interesses de pesquisa, seus estudos concentram-se no campo da crítica à indústria cultural e no dos estudos sobre pensamento tecnológico e cibercultura, incluindo-se aí trabalhos sobre cultura de massas, filosofia da técnica, teoria da comunicação etc. Dentre suas principais obras, pode-se mencionar: O mito da agulha hipodérmica e a era da propaganda (2015); Cibercultura e pós-humanismo (2008); Martin Heidegger e a questão da técnica (2006/2014); Theodor Adorno e a crítica à indústria cultural (1998/2003); e Literatura de autoajuda e individualismo (1996).

Maturidade Acadêmica Regional - Adilson Odair Citelli

Possui graduação em Letras pela Universidade de São Paulo (1973). Na mesma instituição, realizou o mestrado (1982) e o doutorado (1990), ambos na área de Literatura Brasileira. Em 1995 fez a livre docência na ECA/USP, com tese na inter-relação Comunicação e Educação. Em 2007 foi aprovado em concurso público de Professor Titular junto ao Departamento de Comunicações e Artes, da ECA/USP. É docente, sob regime RDIDP, dos programas de graduação e pós-graduação da ECA/USP, onde ministra cursos e orienta dissertações e teses nas áreas de Comunicação e Linguagem, com ênfase nas subáreas: comunicação/educação, educomunicação, comunicação/linguagem. Pesquisador 1C do CNPq. Foi coordenador do PPGCOM-USP. É membro do Comitê Assessor de Comunicação do CNPq. É autor de inúmeros artigos e livros, dentre estes destacam-se: Linguagem e persuasão (Ática, 1994); Comunicação e educação: a linguagem em movimento (SENAC, 2000); Palavras, meios de comunicação e educação (Cortez, 2006); Educomunicação. Construindo uma nova área de conhecimento (Org.com Cristina Costa). São Paulo, Paulinas, 2011; Educomunicação. Imagens do professor na mídia (Org.). São Paulo, Paulinas, 2012.

intercom pinheiros

SÃO PAULO - SP
(11) 2574 8477 | (11) 3596 4747
R.JOAQUIM ANTUNES, 705 - PINHEIROS - 05415-012
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



Horário de atendimento:
Segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13 às 17h


intercom BRIGADEIRO

São Paulo - SP
(11) 3892 7558
AV. BRIG. LUIS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA