Aspectos econômicos e estruturais da TV aberta

A Ancine publicou, no site do OCA - Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual, o estudo “TV Aberta no Brasil: aspectos econômicos e estruturais”.

O texto, em sua primeira parte, apresenta brevemente o marco legal que disciplina o funcionamento do setor, expõe a cadeia de valor da TV aberta e os agentes envolvidos em cada elo, além de tratar dos aspectos econômicos da atividade, relativos ao tipo de produto ofertado, estrutura do mercado, estratégias de expansão e o modelo de negócios adotado.

Na segunda parte, o trabalho propõe uma metodologia de análise para o segmento de televisão aberta no país a partir das redes de afiliação estabelecidas entre emissoras comerciais. Para tanto, baseou-se em informações públicas a respeito de três grandes redes comerciais nacionais – Band, Globo e Record – e suas afiliadas, com dados obtidos em seus respectivos sites.

O estudo apresenta ainda uma metodologia de construção de rankings das emissoras de TV aberta no país segundo determinados critérios: população atendida pela cobertura do sinal, PIB e IDH-Renda. Assim é possível mensurar o potencial de geração de receitas publicitárias de cada emissora, além de compreender os posicionamentos relativos de emissoras, redes estaduais e/ou regionais entre si.

A versão completa do trabalho está em http://oca.ancine.gov.br/media/SAM/Estudos/EstudoTVAberta_versao_publicacao.pdf.

intercom BRIGADEIRO

SÃO PAULO - SP
(11) 91628-5225
AV. BRIG. LUÍS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



HORÁRIO DE ATENDIMENTO:
SEGUNDA A SEXTA-FEIRA, DAS 8H ÀS 12H E DAS 13 ÀS 17H (ATENÇÃO: NOS MESES DE JULHO E AGOSTO NÃO HAVERÁ ATENDIMENTO PRESENCIAL.
ENTRE EM CONTATO POR E-MAIL OU POR TELEFONE. O ATENDIMENTO TELEFÔNICO É DAS 9H ÀS 16H).




Desenvolvido por Kirc Digital - www.kirc.com.br