GP Comunicação, Alteridade e Diversidade


Ementa

Estudar os fenômenos comunicacionais pelo prisma da alteridade dando ênfase a diversidade e pluralidade das manifestações coletivas, identitárias, regionais e contra hegemônicas. Fazem parte do escopo do grupo de pesquisa trabalhos que: discutam a alteridade como forma de comunicação (comunicação colaborativa, comunicação para paz, comunicação não violenta e comunicação para o bem viver); possuam métodos científicos que valorizem a relação pesquisador-sujeito (pesquisa-ação; observação participante); apontem as diversidades (identitárias, coletivas, regionais, contra hegemônicas) com ênfase nas comunicações e produtos comunicacionais; ofereçam, por meio de uma perspectiva humanizada, inovações às práticas comunicacionais dentro de seus aspectos plurais; identifiquem os processos de colaboração e construções coletivas de experiências comunicacionais de diferentes grupos raciais, étnicos, de gênero (feminilidades, masculinidades), LGBTQIA+, entre outros; reflitam sobre a construção dos estereótipos sociais e colaborem para sua desconstrução; tenham na sensibilidade do pesquisador ou comunicador a razão central de suas produções culturais, comunicacionais ou acadêmicas; problematizam epistemologicamente as relações entre os conceitos de alteridade e diversidade no campo da comunicação.

Palavras-chave: comunicação; alteridade; diversidade; pluralidade.

E-mail do grupo: alteridade.diversidade@intercom.org.br

Coordenadora: Ingrid Gomes Bassi (Unifesspa)

Currículo lattes






Vice-coordenadora: Ana Cláudia Condeixa de Araújo (Unifesspa)

Currículo lattes






Membros do grupo

Ana Aparecida Frabetti Valim Alberti - Currículo lattes

Ana Cláudia Condeixa de Araújo - Currículo lattes

Ana Luiza Coiro Moraes - Currículo lattes

Anelisa Maradei - Currículo lattes

Carlos Humberto Ferreira Silva Júnior - Currículo lattes

Cosette Castro - Currículo lattes

Eduardo Luis Mathias Medeiros - Currículo lattes

Gabriela Guedes Teixeira - Currículo lattes

Gibran Luis Lachowski - Currículo lattes

Ingrid Gomes Bassi - Currículo lattes

Izabel Marques Meo - Currículo lattes

Jax Nildo Aragao Pinto - Currículo lattes

José Salvador Faro - Currículo lattes

Júlia Afonso Lyra - Currículo lattes

Kalliandra Quevedo Conrad - Currículo lattes

Krishma Anaisa Coura Carreira - Currículo lattes

Leila Lima de Sousa - Currículo lattes

Luciene de Oliveira Dias - Currículo lattes

Marcelo de Oliveira Volpato - Currículo lattes

Maria Alice Campagnoli Otre - Currículo lattes

Maria de Lourdes Rocha Lima Nunes - Currículo lattes

Maria Inês Amarante - Currículo lattes

Maria Luiza Martins de Mendonça - Currículo lattes

Mariana Ferreira Lopes - Currículo lattes

Marta Cardoso de Andrade - Currículo lattes

Naira Évine Pereira Soares - Currículo lattes

Paula Evelyn Silveira Barbosa - Currículo lattes

Priscila Santana Caldeira - Currículo lattes

Raquel Aguiar Cordeiro - Currículo lattes

Rita Simone Barbosa Liberato - Currículo lattes

Rodrigo Alberto Toledo - Currículo lattes

Rodrigo Malcolm de Barros Moon - Currículo lattes

Rosa Lucia Lima da Silva Correia - Currículo lattes

Sandra Raquew dos Santos Azevedo - Currículo lattes

Simão Farias Almeida - Currículo lattes

Vinicius Suzigan Ferraz - Currículo lattes

Referências

ANZALDÚA, Glória. La conciencia de la mestiza / rumo a uma nova consciência. Revista Estudos Feministas, v. 13, n.3, p., set.-dez. 2005. Disponível AQUI. Acesso em: 05 nov. 2021.

AMOSSY, Ruth (org.). Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, 2008.

AMOSSY, Ruth; PIERROT, Anne Herschberg. Estereotipos y clichés. Buenos Aires: Eudeba, 2010.

ARRUDA, Ângela (org.). Representando a alteridade. 2 ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

BASSI, Ingrid Gomes. Gandhi, Mandela e Luther King. As autonarrativas dos ativistas e o diálogo por direitos humanos. Florianópolis, SC: Editora Insular, 2021.

BARBOSA, Paula Évelyn Silveira. Trajetória da imprensa lésbica no Brasil (1981-1995): uma história possível para (re)-pensar o jornalismo. Dissertação (Mestrado em Jornalismo) - Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Estadual de Ponta Grossa. Ponta Grossa, p. 281. 2019. Disponível AQUI. Acesso em: 05 nov. 2021.

BAUMAN, Zygmunt. Comunidade: a busca por segurança no mundo atual. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.

BENEDICT, Ruth. O crisântemo e a espada. 3 ed. São Paulo: Perspectiva, 2009.

____________. Padrões da cultura. Petrópolis: Editora Vozes, 2013.

BENEDICT, Ruth; MEAD, Margaret; SAPIR, Edward. Cultura e Personalidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2015.

BINYAN, Liu. Enxerto de civilizações. Nenhuma cultura é uma ilha. Foreign Affairs. Princeton-Nova Jersey, n.4, v. 72. p.152-4, set.-out. 1993.

BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Trad. Carlos Nelson Coutinho. 3 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

BRIGGS, Asa; BURKE, Peter. Uma história social da mídia. De Gutenberg à Internet. Tradução de Maria Carmelita Pádua Dias. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

CHOMSKY, Noam; HERMAN. S. Edward. A manipulação do público. Política e poder econômico no uso da mídia. Tradução Bazán tecnologia e lingüística. [s. ed.]. São Paulo: Futura, 2003.

CHOMSKY, Noam. Poder e Terrorismo: Noam Chomsky, entrevistas e conferências pós-11 de setembro. Rio de Janeiro: Record, 2005.

CONNELL, Raewyn. Gender & power. Cambridge: Polity Press, 1996.

______________. Masculinities. 2ª ed. Berkeley: University of California Press, 2005.

CONNELL, Raewyn; MESSERCHMIDT, James. Masculinidade hegemônica: repensando o conceito. Revista Estudos Feministas. v. 21, n. 1, p. 241-282. abr 2013. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/S0104-026X2013000100014. Acesso em 30 out. 2021.

DECLARAÇÃO Universal dos Direitos Humanos. Disponível AQUI. Acesso em 24 out. 2021.

FACCHINI, Regina. Sopa de Letrinhas? Movimento Homossexual e Produção de Identidades. Rio de Janeiro: Editora Garamond, 2005.

FERREIRA, C. Imprensa homossexual: surge o Lampião da Esquina. Revista Alterjor, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 1-13, jan./jun. 2010. Disponível AQUI. Acesso em: 30 out. 2021.

GONZALEZ, Lélia. Por um feminismo afro-latino-americano. Rio de Janeiro: Zahar. 2020.

FISK, Robert. A grande guerra pela civilização: a conquista do Oriente Médio. Tradução Sandra Martha Dolinsky. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2007.

FORST, Rainer. Os Limites da Tolerância. Novos Estudos CEBRAP. São Paulo: USP, n.84, p.15-29, 2009.

FRANZ-BOAS. Mente do ser humano primitivo. 2 ed. São Paulo: Editora Vozes, 2010.

__________. Antropologia e vida moderna. Coimbra: Edições 70, 2021.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. Saberes necessários à prática educativa. 48 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2014.

___________. Pedagogia do oprimido. 17ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FROMM, Erich. A Arte de Amar. Trad. Milton Amado. São Paulo: Martins Fontes, 1956.

___________. A Revolução da Esperança: Por uma Tecnologia Humanizada. Trad. Edmond Jorge. 3 ed. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1977.

____________. Ter ou ser? Trad. Nathanael C. Caixeiro. 4 ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1976.

GALLARDO, Helio. Teoria Crítica. Matriz e possibilidade de direitos humanos. Trad. Patricia Fernandes. 1 ed. São Paulo: Editora Unesp, 2014.

GATTI, J. Mais amor e mais tesão: história da homossexualidade no Brasil - Entrevista com James Green. Revistas Estudos Feministas, Florianópolis, v. 8, n. 2, p. 149-166, 2000. Disponível em: https://periodicos.ufsc.br/index.php/ref/article/view/11932/11198. Acesso em: 30 out. 2021.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1981.

____________. Saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. 14 ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2014.

GIDDENS, Anthony. Mundo em descontrole. 3.ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Editora Record, 2003.

GRUZINSKI, Serge. O pensamento mestiço. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

GREEN, J. N.; POLITO, R. Frescos Trópicos: fontes sobre a homossexualidade masculina no Brasil (1870- 1980). São Paulo: José Olympio, 2004.

GREEN, James N.; QUINALHA, Renan; CAETANO, Márcio; FERNANDES, Marisa (orgs.). História do Movimento LGBT no Brasil. São Paulo: Alameda, 2018.

GUBA, E. & LINCOLN, Y. S. Competing paradigms in Qualitative Research, in DENZIN, N. K.; & LINCOLN, Y. S. Sage: Handbook of Qualitative Research, 1994.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 10.ed. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2005.

HARVEY, David. Condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 1992.

HANNERZ, Ulf. Fluxos, fronteiras, híbridos: palavras-chave da antropologia transnacional. Revista Mana. Rio de Janeiro: Scielo, n.01, v.03, p.07-39. 1997.

HOOKS, Bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2017.

JAY, K; YOUNG, A. Out of the closets. 2 ed. New York: New York University Press. 1992.

MBEMBE, Achille. Crítica da Razão Negra. Lisboa: Antígona, 2014.

MACRAE, E. A construção da igualdade: identidade sexual e política no Brasil da “abertura”. Campinas: UNICAMP, 1990

MALINOWSKI, Bronislaw. Argonautas do Pacífico Ocidental. São Paulo: Ubu Editora, 2018.

MARSHALL, Thomas H. Cidadania, classe social e status. Trad. Meton Porto Gadelha. Rio de Janeiro: Zahar, 1967.

MEAD, Margaret. Sexo e temperamento. 4 ed. São Paulo: Perspectiva, 2009.

MONTERO, Paula. Globalização, identidade e diferença. Novos Estudos CEBRAP. São Paulo: USP, n.49, p.47-62, 1997.

MULLER, Jean-Marie. O princípio da não-violência. Uma trajetória filosófica. Trad. Inês Polegato. São Paulo: Palas Athena, 2007.

QUEIROZ, Ana Virgínia Borges. A ocidentalização da informação. Anais do XXVIII Encontro dos Núcleos de Pesquisa em Comunicação – INTERCOM. RJ: UERJ, 2005.

PINSKY, Jaime; PINSKY, Carla Bassanezi (Orgs). Faces do Fanatismo. São Paulo: Contexto, 2004.

RESTREPO, Luis Carlos. O Direito à Ternura. Trad. Lúcia M. Endlich Orth. 3 ed. Petrópolis-RJ: Editora Vozes, 1998.

ROSENBERG, Marshall B. Comunicação não-violenta. Técnicas para aprimorar relacionamentos pessoais e profissionais. Trad. Mário Vilela. São Paulo: Ágora, 2006.

SAID, Edward W. Orientalismo. O Oriente como invenção do Ocidente. 4 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

___________. Covering Islam. How the media and the experts determine how we see the rest of the world. London: Vintage Books, 2007

SENNETT, Richard. Juntos. Os rituais, os prazeres e a política da cooperação. Rio de Janeiro: Record, 2012.

SILVA, Tomaz Tadeu (org). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

THOMPSON, John B. Ideologia e Cultura Moderna. Teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. 9 ed. Petrópolis-RJ: Editora Vozes, 2011.

TREVISAN, João Silvério. Devassos no paraíso: a homossexualidade no Brasil, da colônia à atualidade. 4 ed. Rio de Janeiro: Objetiva, 2018.

UNESCO. Declaração Universal sobre o Genoma Humano e os Direitos Humanos. Da teoria à prática. Disponível AQUI. Acesso em: 24 out. 2021.

WAINBERG, Jacques A. Mídia e terror: Comunicação e violência política. São Paulo: Paulus, 2005. Coleção Comunicação.

___________. Terrorismo, fundamentalismo islâmico e o imaginário social brasileiro: a difusão das ideias e seus efeitos. Revista Brasileira de Ciências da Comunicação - INTERCOM. São Paulo: USP, n.02, v.31, p.165-185, jul./dez. 2008.

___________. A pena, a tinta e o sangue: a guerra das idéias e o Islã. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2007.

intercom BRIGADEIRO

SÃO PAULO - SP
(11) 91628-5225
AV. BRIG. LUÍS ANTÔNIO, 2.050 - CONJ. 36- BELA VISTA
SECRETARIA@INTERCOM.ORG.BR



HORÁRIO DE ATENDIMENTO:
SEGUNDA A SEXTA-FEIRA, DAS 8H ÀS 12H E DAS 13 ÀS 17H (ATENÇÃO: NOS MESES DE JULHO E AGOSTO NÃO HAVERÁ ATENDIMENTO PRESENCIAL.
ENTRE EM CONTATO POR E-MAIL OU POR TELEFONE. O ATENDIMENTO TELEFÔNICO É DAS 9H ÀS 16H).




Desenvolvido por Kirc Digital - www.kirc.com.br